Entrevista a Diogo4D

Bem, fiz há tempos uma entrevista ao Requiemfdpt, que alguns já devem ter lido, mas já agora, vou acrescentar aqui ao meu blogue, já que a animesmesmopt já teve todo o tempo de antena desta entrevista. 😛

Requiemfdpt – Olá Diogo tudo bem? Ou deveria dizer Diogo4D?
Diogo4D – Acho que na vida real sou Diogo e no mundo cibernético sou Diogo4D. O Diogo é resumidamente um banana; o Diogo4D é um banana com estilo.

Requiemfdpt – Muitas pessoas devem fazer a mesma pergunta que eu, porque é que usas “4D” depois do teu nome próprio?
Diogo4D – Na verdade, “os” 4D são duas pessoas. Eu e o meu primo. Um dia, quando éramos pequenos, e tínhamos assim umas amigas com a mesma idade, estás a ver, decidimos criar um grupo musical, qual Miguel e André, e eu e ele tivemos de dar um nome ao nosso grupo. Como éramos os dois Diogo e Daniel, ambos nomes começados por D, eu tive a ideia espectacular, brilhante e fabulosa, de chamar ao grupo os 4D. Porquê? Porque o D é a quarta letra do alfabeto. sim, eu sei, genial… Lê-se “quarto D” e não “quatro D”.
Bom, o meu primo perante uma ideia tão rica de genialidade, não rejeitou e assim nasceram os 4D! Éramos um sucesso… cuidado! Acho que era sempre eu que escrevia as músicas, e depois eu e o meu primo, sem música sem nada, cantávamos para 3/4 pessoas. Chegámos a gravar uma cassete e tudo. Mas depois a minha prima ficou com ela e nunca mais a vi… digamos que ela tem em sua posse neste momento um “tesourinho deprimente”.
Bom, o meu primo neste momento anda na universidade, tem mais juízo que eu, portanto comecei a minha carreira a solo, na internet, como Diogo4D. E basicamente é isso. Sou Diogo4D em todo o lado. É tipo o meu nome artístico, mas sem artista.

Requiemfdpt – Agora passando para perguntas mais a ver com Fansubs, podias dizer mais ou menos como tudo começou, quando começaste a te interessar pelas fansubs, e em qual entraste primeiro.
Diogo4D – Comecei a ver anime como toda a gente, com o Dragon Ball, pokemons, digimons, esses animes de infância, mas o meu primeiro anime que vi, sabendo já mais ao menos o que era um anime, foi nada mais, nada menos que amaenaideyo! Pois é, um anime ecchi, logo a começar, daí que agora a minha cabeça… Bom, depois vi Naruto, alguns animes aqui e ali, mas tudo à brasileira e sem qualidade nenhuma. Na altura queria lá saber de qualidade, queria era anime. Um dia, no tracker da antiga Haitou, reparei que havia lá também um anime em português, lançado pelo n3to. Comecei a falar com ele e fui convidado a entrar na n3-Anime como “o homem das notícias”. Depois comecei a aprender umas coisas, a traduzir com ele Isshoni training, e comecei a ser um fansubber. Tenho estado na n3-Anime desde então. Grandes amigos fiz lá. Um abraço para eles.

Requiemfdpt – Porque decidiste criar a tua própria fansub “Diogo4D Productions”?
Diogo4D – Bom, não sei qual é a melhor forma de o dizer, mas acho que aqui na net se diz e-penis. Bom, tenho um e-penis grande que deus me livre. Gosto de brilhar, de ser reparado e que apreciem o meu trabalho e a minha pessoa. Pensei em fazer o anime Kampfer sozinho, também para aprender melhor como tudo numa fansub é feito, desde tradução, karaokes, revisão… um pouco de tudo. Comecei a ganhar o gosto de fazer as coisas a meu gosto e não dar satisfações a ninguém e é por isso que hoje ando aí cheio de animes.

Requiemfdpt – Muitas pessoas devem saber que tu dás grande abertura a animes mais virados para a perversidade, conhecidos como ecchi, tu vês assim tantos animes desse género? Ou é tudo treta (ahah)?
Diogo4D – Tudo treta. Nunca vi mamas na minha vida a não ser as minhas… ok, um par ou dois… Isto vai ser lido por mais gente?
Bom, agora a sério; Como referi à pouco, um dos meus primeiros animes foi uma comédia romântica um pouco picante. Ganhei-lhe o gosto. Gosto sempre de ver algo que tenha piada e um pouco de piri-piri aqui e ali, só para dar tempero à coisa.
Como também acho que animes mais sérios como Naruto e Death Note devam ser trabalhados por fansubs de mais renome, dedico-me mais a este tipo de animes. Comédias românticas picantes.

Requiemfdpt – Muitas pessoas se calhar conhecem a “N3 Anime Party” às sextas, quando é que aquilo tudo começou, e tu sempre tiveste interesse em seres DJ ou foi só uma coisa que te deu nestes últimos tempos?
Diogo4D – Bem, essa ideia surgiu no dia em que a n3-Anime fez um ano. Decidi fazer um pouco de rádio para os meus colegas do grupo e mais algumas pessoas. Ganhei-lhe o gosto e decidi colocar a sexta-feira como dia de convívio para os seguidores da n3-Anime.
Hoje em dia os meus companheiros já não ligam nenhuma à party. Mas eu nunca desisti, e todas as semanas aparece pessoal diferente.
Não é que eu tenha o desejo de ser DJ profissional, mas gosto de música e de a criar ou misturar. Mas acima de tudo, o que quero é convívio.

Requiemfdpt – Agora as últimas perguntas, achas que vais ficar muito mais tempo a fazer legendagem de anime??
Diogo4D – Infelizmente (ou não) a vida é cheia de vontade e aborrecimento; Agora posso estar cheio de vontade para com os animes, amanhã posso acordar e apetecer-me antes sair de casa, arranjar uma namorada e aproveitar finalmente a minha juventude…
Mas enquanto tiver esta vontade, farei sempre tradução a animes, pois agora sou capaz de ser mais realizado a traduzir um anime e a envolver-me com ele de um modo mais “chegado”, do que simplesmente ver e deitar fora.
Também porque a tradução de animes é apenas um treinamento para algo maior e mais importante para mim. Quero ser escritor, e para tal, preciso de melhorar a minha escrita, absorver conhecimento e ideias. Já ando a trabalhar numa história, que em breve divulgarei, mas sinto a necessidade de aprender mais.

Requiemfdpt – E por último a pergunta que muitos querem saber… Estás mesmo assim tão desesperado por namorada? Ou isso é tudo coisas só na brincadeira??
Diogo4D – Bom, não se trata bem de querer uma namorada, mas sim de poder passar pela sensação de ter alguém que nos ame de igual forma como quase toda a gente da minha idade o faz ou já fez. Tenho 21 anos, e não tenho medo de o dizer, nunca tive uma namorada.
Na primária, lembro-me que era tipo o sex-symbol da escola. As raparigas não me largavam, mas eu não queria nada com elas, era só para a bola ou brincar com os amigos.
Depois, quando finalmente comecei a ver os meus amigos a apreciarem as raparigas (diga-se apalpar-lhe os rabos e assim), decidi juntar-me a eles, mais por brincadeira. Acho que fui o único que disse – “Isto não tem piada nenhuma, vamos mas é jogar à bola”.
Nunca mais apalpei as raparigas. Comecei a aprender a amar alguém, e teve logo de ser a rapariga mais bonita da escola (sei disso, porque isso era unânime entre todos). Como tal, não tive muito sucesso e nunca gostei de mais ninguém além dela.
Houve outra rapariga de quem gostei, uma amiga de infância, mas essa é uma história triste e não vos quero pôr a chorar (já o devem estar a fazer de aborrecimento).
Bom, procuro uma namorada, sim, mas é alguém para ser mesmo. Não uma “curte” para passar o tempo. Para isso tenho mais que fazer.

Requiemfdpt – Muito obrigado Diogo4D, e espero que continues a legendar durante muito mais tempo!!
Diogo4D – O prazer foi meu, e o maior sucesso para com a animesmesmopt.

[spoiler title=”Secret location of the code”]It’s in the dresser[/spoiler]

2 comentários a “Entrevista a Diogo4D

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *